Páginas

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Após cumprir metas, Santarém é reconhecido como 'Município Verde'

 Evento foi realizado nesta quinta-feira no auditório do Ciam (Foto: Aritana Aguiar)
Município recebeu certificado na manhã desta quinta-feira (17).
Programa objetiva combater o desmatamento e fortalecer a produção rural.

Evento foi realizado nesta quinta-feira no auditório do Ciam (Foto: Aritana Aguiar)
Evento foi realizado nesta quinta-feira no auditório do Ciam (Foto: Aritana Aguiar)
O município de Santarém foi certificado como Município Verde pelo governo do estado em reconhecimento as metas previstas pelo Programa Municípios Verdes (PMV) desenvolvido na região. O evento foi realizado na manhã desta quinta-feira (17) no auditório do Centro Municipal de Informação e Educação Ambiental (Ciam).
O objetivo do PMV é combater o desmatamento no estado, fortalecer a produção rural sustentável por meio de ações estratégicas de ordenamento ambiental e fundiário e também de gestão ambiental, com foco em pactos locais, no monitoramento do desmatamento, na implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e na estruturação da gestão ambiental dos municípios participantes.
saiba mais
Sancionado Plano Municipal de Resíduos Sólidos em Santarém
Santarém recebe certificação de Município Verde nesta quinta-feira
Santarém aderiu o programa em março de 2013. Em dois anos, o município conseguiu atingir as metas estabelecidas. “Aumenta o compromisso, aumenta a necessidade de nós fortalecermos essa agenda ambiental porque ela oferece segurança jurídica nos negócios sustentáveis aqui no município”, afirmou o prefeito Alexandre Von.

Ao G1, o secretário estadual do PMV, Justiniano Neto falou da maneira como as cidades são certificadas pelo programa. “Os municípios tem um conjunto de sete metas que também foram firmadas perante o Ministério Público Federal para atingir. Temos um comitê gestor que analisa o cumprimento dessas metas e decidem de forma unânime outorgar o título de município verde, como é o caso aqui da cidade”, explica.
Encontro reuniu autoridades locais e representantes de secretarias (Foto: Aritana Aguiar)
Encontro reuniu autoridades e representantes de
secretarias (Foto: Aritana Aguiar)
As metas foram: pacto local contra o desmatamento envolvendo a sociedade civil e governo, combate e redução do desmatamento ilegal, verificação dos focos de desmatamento em campo, manter a taxa anual de desmatamento abaixo de 40 km², alcançar mais de 80% da área do município no Cadastro Ambiental Rural (CAR), não fazer parte da lista do Ministério do Meio Ambiente (MMA) dos municípios que mais desmatam na Amazônia e manter o órgão municipal de meio ambiente estruturado.

Ainda segundo Neto, as metas atingidas no programa devem ser mantidas em casa cidade que receber s certificação. “Para que o município continue no topo, ele precisa sim manter a meta. Caso o município passe dos quarenta quilômetros de desmatamento, deixar de reunir os grupos de trabalho pela sustentabilidade ou desestrutura a secretaria municipal de meio ambiente, acaba perdendo a meta”.

Núcleo Tapajós do PMV
Durante a cerimônia de certificação, houve a instalação do núcleo local do Tapajós do PMV, que terá sede em Santarém. No primeiro ano do Projeto PMV Fundo Amazônia, o núcleo Tapajós dará assistência aos municípios de Santarém, Prainha, Mojuí dos Campos, Belterra, Óbidos, Monte Alegre, Aveiro e Alenquer.
Houve ainda a entrega de equipamentos e a apresentação da empresa contratada pelo Núcleo Executor do Programa Municípios Verdes (NEPMV) para desenvolver a atividade de monitoramento ambiental e monitoramento de projetos entendidos como bases locais, objetivando o fortalecimento da Gestão Ambiental Municipal.
O evento contou com a presença do prefeito de Alexandre Von, representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra) e demais autoridades.

G1 SANTAREM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o site Talento Noticias não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!