Páginas

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

O ESQUEMA BARBALHO PARA A PREFEITURA DE BELEM

barbalho

O PMDB não deve ter candidatura própria à Prefeitura de Belém em 2016. A estratégia tem como pano de fundo a consolidação da candidatura de Helder Barbalho (foto) para o governador em 2018. É o que informa o jornalista Lúcio Flávio Pinto no post O esquema Barbalho, em seu blog.
Abaixo, a íntegra da análise de LFP:
* * * * * * * * *
Vai se expandindo a montagem de uma base de sustentação do ministro Helder Barbalho no governo federal, que se torna o principal instrumento da sua ação política. O advogado Janio Souza Nascimento deverá ocupar o lugar de Manfredo Ximenes na Superintendência Regional do Serviço Geológico do Brasil.
A indicação é do deputado federal Eder Mauro, do PDS, com o apoio do seu colega José Priante, primo do líder do PMDB, senador.
Foi Priante que colocou Ximenes no DNPM, responsável pelo setor mineral.
Provavelmente o PMDB não terá candidato próprio às prefeituras de Belém e Ananindeua, apoiando aliados, como o delegado de polícia e o radialista Jeferson Lima, e utilizando a aliança com o PT para expandir sua base no governo federal.
Tudo para que uma coligação esteja formada no momento de dar respaldo à candidatura de Helder Barbalho ao governo do Estado, em 2018. O esquema pode contar, como alternativa, com a candidatura de Edmilson Rodrigues, pelo PSOL, onde está agora, ou por um novo partido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o site Talento Noticias não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!