Páginas

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Causa da morte de Cristiano Araújo foi hemorragia interna

Segundo gerente do órgão, ele ainda sofreu traumatismo crânio encefálico. Sertanejo e namorada morreram após acidente na BR-153, em Goiás.

Por: G1


Arantes ressaltou que ele também sofreu um traumatismo craniano encefálico, mas, apesar das lesões e do corpo ter sido encontrado fora do veículo, ainda não é possível determinar se o cantor estava sem cinto de segurança. “Só será possível confirmar isso após a finalização do laudo cadavérico, que deve sair daqui a dez dias. Esse documento é complementar ao laudo da perícia feita no local", destacou.
O acidente aconteceu por volta das 3h30 desta quarta-feira (24), na altura do km 614 da BR-153, entre Morrinhos e o trevo de Pontalina, em Goiás, quando o cantor voltava de um show em Itumbiara, no sul do estado. Além de Cristiano, também morreu a namorada dele,  Allana Moraes Coelho, de 19 anos, cujo corpo foi para o IML de Morrinhos. Ainda ficaram feridos o motorista Ronaldo Miranda e um dos empresários do sertanejo, Vitor Leonardo.
O delegado que investiga o caso, Fabiano Henrique Jacomelis, explicou que solicitou um laudo cadavérico das vítimas fatais e uma perícia no local do acidente. As análises devem apontar se elas usavam cinto de segurança no momento do acidente. “O cantor e a namorada foram arremessados para fora do veículo, sendo assim, os indícios apontam que eles não usavam o cinto de segurança. Mas isso só será comprovado com o resultado dos laudos”, ressaltou.
Por volta das 14h30, o corpo do sertanejo foi liberado do IML. Familiares de Allana também estiveram em Morrinhos, onde fizeram a liberação do corpo da estudante.
O velório dos dois deve ocorrer no Palácio da Música, localizado no Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON), em Goiânia. A previsão é que a cerimônia comece às 19h desta quarta-feira, mas será inicialmente fechada aos familiares e amigos. Por volta das 20h será feita a abertura ao público, de acordo com a assessoria de imprensa do sertanejo.
Atendimento e morte
Após o acidente, Cristiano chegou a ser levado ao Hospital Municipal de Morrinhos. O médico Renato Martins Bessa, que fez o primeiro atendimento, disse que o quadro de saúde do cantor era grave.
“Ele chegou com sinais de lesão neurológica, decorrente de um traumatismo crânio encefálico. Cerca de 10 minutos depois ele evoluiu para uma insuficiência respiratória aguda, tendo que ser entubado e ventilado artificialmente. Aí fizemos os exames pertinentes e foi acionada a equipe de plantão”, disse.

Em seguida, o cantor foi transferido em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Móvel até a capital. “Ele chegou por volta das 4h e, após a estabilização, por volta das 5h, ele foi encaminhado para Goiânia. Esse período foi importante, pois a movimentação com a viagem podia piorar o quadro clínico”, destacou Bessa.
Ao chegar na capital, Cristiano foi levado de helicóptero até o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), onde a morte foi confirmada, às 8h30. Diretor da unidade, o médico Ciro Ricardo de Castro informou que o cantor já chegou sem vida ao local.
“Ele estava em parada cardíaca irreversível já há algum tempo. Assim mesmo foi monitorizado, avaliado, cumprido todo o protocolo do atendimento. Chegou ao hospital sem vida. Agora, tecnicamente, enquanto está no respirador há necessidade de se avaliar. Quando você constata que há morte encefálica, que não há mais circulação nenhuma no cérebro, aí não há mais o que fazer”, explicou.
O acidente
O capotamento aconteceu por volta das 3h30 desta quarta-feira (24), na altura do km 614 da BR-153, entre Morrinhos e o trevo de Pontalina, em Goiás, quando o cantor voltava de um show em Itumbiara, no sul do estado. Além de Cristiano e da namorada, estava o motorista Ronaldo Miranda, 40, e um dos empresários do cantor, Vitor Leonardo.

Tanto o motorista quanto o empresário foram inicialmente levados ao Hospital Municipal de Morrinhos e, depois, transferidos ao Instituto Ortopédico de Goiânia (IOG). Ronaldo tem quadro estável, com suspeita de fratura na coluna e traumatismo craniano leve, segundo informaram familiares. Já Vitor tem quadro estável, de acordo com os funcionários do hospital.
A Polícia Civil já instaurou um inquérito para apurar as causas do acidente. De acordo com o delegado Fabiano Henrique Jacomelis, o motorista que conduzia o veículo passou pelo teste do bafômetro, que não apontou consumo de bebidas alcoólicas.

“Já sabemos que o acidente aconteceu depois que ele perdeu o controle da direção. Agora estamos apurando se ele dormiu ao volante ou se houve algum outro fato que o levou a sair da pista e, consequentemente, capotar”, explicou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o site Talento Noticias não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!