Páginas

terça-feira, 10 de março de 2015

Na cadeia, o maior desmatador da Amazônia usa internet, celular e notebook

Castanha
Castanha: só falta vinho do Porto
O madeireiro Ezequiel Castanha, preso como o maior desmatador da Amazônia, é tratado como celebridade no Centro de Recuperação de Itaituba, onde está recolhido.
Diferente de outros detentos, ele tem internet, telefone celular e notebook à disposição.
Para completar o festival de mordomias, agora a Casa Penal autorizou a entrada de uma bicicleta ergométrica. Só faltam camarão e vinho do Porto.
Padrinho
O que se diz é que o ex-prefeito Walmir Climaco, cacique do PMDB em Itaituba, é padrinho de Ezequiel Castanha, é dá as cartas no presídio da cidade.
Explica-se: Walmir foi quem indicou o atual diretor da Casa Penal, Márcio Ferreira, que, obviamente, é seguidor da máxima segundo o qual “manda quem pode, obedece quem tem juízo”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o site Talento Noticias não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!